logo-lobo-yingyang-kc

Peça
convite
grátis!

contactos  >  presidente

presidente da associação de defesa pessoal de portugal

 Vitor Pedrosa Gomes, Professor DPKC

presidente

endereço postal:

 Apartado 22, Aradas, 3810-811 Aveiro, Portugal

email:

 vitor.gomes@defesapessoal.org


breves referências curriculares

Graduado em 1.º DAN Aikido, 1.º DAN Karaté Shotokan, 4.º DAN Tai-Jitsu, 4.º DAN Jiu-Jitsu, Docente Grau IV DPKC, International Kickboxing Trainer, International Muay Thai Trainer.

Vitor Pedrosa Gomes iniciou o seu treino em Boxe (1970) em Moçambique. Seguiu para o Karaté (1971 a 1973). Passou para o Ju-Jitsu (1974 a 1975) em Johannesburg, África do Sul.

Viria a iniciar em Aikido (1975 a 1978) e regressa ao Karaté (1978 a 1983) no Porto em Portugal. Treina também o estilo Kyokushinkai (1980 a 1982) no Cairo, Egipto.

De regresso a Portugal, inicia no Karaté Contacto (1983 a 1991), onde praticou Kickboxing (1985 a 1988) e Muay Thai (1988 a 1991).

Em 1992 fundou o seu próprio sistema de defesa pessoal "KC" que objectiva a defesa de qualquer perigo sem o uso de qualquer tipo de violência. Fundou também a FPDP&TP - Federação Portuguesa de Defesa Pessoal & Técnicas Policiais em 1998.

Em 2010 foi convidado a assumir a representação portuguesa da WEBBS - World Elite Black Belt Society pelo Soke Bryan Cheek (Inglaterra), vendo também reconhecido internacionalmente o seu sistema de defesa pessoal "KC" por esta prestigiada organização.

Visualizar perfil de Vitor P. Gomes no LinkedIn leia mais

testemunhos dos alunos

    • "Proporciona equilíbrio físico e mental..."
    • "Uma excelente forma de me manter fisicamente activo, proporciona-me bons níveis de equilíbrio físico e mental, bem como maior autoconfiança, serenidade e bem-estar."
    • por Pedro Vilaça - Braga
    • "É uma experiência rica, única e continua..."
    • "É uma experiência rica, única e contínua. Ajuda-me a dar resposta às necessidades do quotidiano de forma simples e inteligente. Recomendo a todos."
    • por Abílio Sousa - Castelo Branco
    • "Nunca tinha tempo para nada..."
    • "Sempre fui muito nervoso, irritava-me facilmente e nunca tinha tempo para nada. Tornei-me mais calmo e agora tenho tempo para tudo."
    • por Nuno Salvado - Fundão